quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

ESTAR NA IGREJA OU SER IGREJA? EIS A QUESTÃO!!

.

Domingo à noite Igreja lotada, ministério de louvor ministrando...muita emoção no ar....povo em êxtase....a ordem do culto correndo como "manda o figurino" e as tradições...mensagem tremenda, o pregador foi bem sucedido....maravilha....acaba o culto cada um para sua casa, os líderes de ministérios organizando suas funções ministeriais.
Pastores atendendo solicitações de última hora, no dia a dia da Igreja muito ativismo religioso de uma agenda eclesiastica, muitas preocupações, mas isso é SER IGREJA ou ESTAR NA IGREJA??
Lembra-se da parábola do "Bom Samaritano"?
O "Sacerdote" passou pelo homem necessitado de socorro , olhou e foi embora,pois estava mais preocupado com suas atividades eclesiásticas.
Passou também um "Levita", olhou para o homem caído,apenas olhou e foi embora, talvez estivesse atrasado para o ensaio ou apresentação do seu ministério de louvor.
Veio o Samaritano, o discriminado da época, fora dos padrões religiosos dos judeus, viu o mesmo homem necessiado de socorro, encheu-se de compaixão e amor , assumiu a responsabilidade por aquela vida, cuidou dele, com remédios e hospedagem.
Mas o que isso tem a ver? Penso que a religiosidade tem cegado a muitos, e muitos pensam que "estar na Igreja" é "SER IGREJA" , ledo engano, estar na Igreja pelo simples fato de estar no rol de membros de uma instituiçao religiosa é apenas ativismo religiosa. É preciso viver o que se prega, o que se canta, o que se diz ser em sua denominação ( Cristão!).
O que vemos é prega-se sobre o amor, mas na maioria das vezes o amor se restringe as palavras, quantas pessoas pregam o amor e não se preocupa com o bem estar do seu próximo, do seu irmão da Igreja que as vezes está passando por necessidades (limentação, vestuário, emprego, carinho, atenção, alguém pra conversar - essas coisas básicas da relação humana!) é "cada um por si e Deus por todos". E o amor e comunhão dos cristãos?
Quantos levitas em seus ministérios de louvor aos domingos em suas igrejas ministram, cantam sobre amor, perdão, e no dia a dia da Igreja não falam e estão "de mal" com um/uns irmão(s) da mesma igreja, por um motivo tolo, bobo. Ou porque o irmão faz algo que não lhe agrada. Porque não conseguimos na maioria das vezes aceitar as pessoas do jeito que elas são (com defeitos, limitações, fraquezas, pecados...) ASSIM COMO DEUS FAZ CONOSCO.
Ai se posturam como "juízes", semi-Deus ("Só te perdôo quando vc me provar que realmente mudou!!!" Coisas desse tipo!). Muita religiosidade e pouca verdade de Deus.
Mas é chegado o tempo de que muito mais falar de "avivamento", precisamos vivenciar a manifestação da vida de Deus em nós, é tempo de Deus curar nossas "FERIDAS RELIGIOSAS" e nos libertar de nosso cativeiro religioso. Fora religiosidade, SOPRA EM NÓS ESPÍRITO DE DEUS, traz a vida de Deus as nossas vidas e corações... e os nossos "vales de ossos secos" serão transformados... vidas e corações transformados... não haverá mais espaço para o diabo semear sementes de inimizades, contendas, desamor... então, deixaremos de meramente "estar na Igreja" nos domingos e dias de cultos para "SERMOS IGREJA" todos os dias, toda hora, em qualquer oportunidade.
Teremos a melhor comunhão , até com aquele irmão que "vacilou" feio conosco e amá-lo com nossa própria alma. Esse é o desafio para quem quer o verdadeiro avivamento de Deus.
Quando isso começar acontecer nas igrejas, os incrédulos se converterão facilmente a JESUS, os enfermos e oprimidos serão curados e libertos todos os dias.... pois haverá a manifestação plena da shekinah de Deus, e também a manifestação dos filhos de Deus vivendo em amor, no Espírito de Deus... e Cristo será engrandecido e glorificado através de nossas vidas...
O evangelho de Jesus será visto todos os dias (não só na TV, radio e jornais) mas na vida de cada cristão,vivendo na verdade o amor de Deus, não apenas de palavra, mas em vida e verdade.

E a "brother"(irmão, em Inglês)???
ESTAR NA IGREJA OU SER IGREJA: EIS A QUESTÃO!!
ESTAR NA IGREJA OU SER IGREJA? Essa QUESTÃO terá um grande peso no JUÍZO FINAL.
Como eu estou? O quê eu sou hoje?
Como vc está? O quê você é?


Texto: Andreé Veríssimo

email: andreverissimo12@yahoo.com.br
Publicado no domingo, 16 dezembro 2007, às 17:40
no site: http://metanoia.spaceblog.com.br

2 comentários:

Daniel Fernandes disse...

Olha, não podia estar mais de acordo.
Quantos estão na Igreja mas não são a Igreja.
Esquecem que o Templo do Espirito Santo somos nós próprios.
depois acontece que quando saem de quatro paredes se tornam vúlneraveis.
E vazios de Espirito.

Etelvina de Oliveira disse...

Oi, Daniel

Esse texto nos faz refletir.

Obrigada por sua visita.

beijo